Provavelmente você já ouviu alguém dizer a frase "você está somatizando!". O termo se popularizou e acabou caindo nas graças de muitas pessoas, mas o que acontece de verdade quando o nosso corpo somatiza? Como saber se você está passando, de fato, por um processo de somatização?

Neste texto vamos falar sobre.

  • O que é somatização?
  • Sintomas da somatização dependem
  • Os sentimentos ruins e a somatização

O que é somatização?

       Vamos começar bem do início! Por mais que essa palavra seja utilizada amplamente hoje em dia, muitas pessoas nem sequer sabem sobre o que ela significa!
       Falando de uma forma bem simples, somatização é o nome do "processo" onde o nosso corpo biológico adoece, devido à problemas emocionais e mentais. O que acontece, é que quando o nosso corpo somatiza, ele passa a sentir fisicamente, dores e desconfortos derivados de comprometimentos mentais. A sensação é tão intensa que, muitas pessoas acreditam que estão sofrendo com problemas biológicos e não psicológicos.

Sintomas dependem do estado emocional

       Crises de ansiedade são ótimos exemplos de como o nosso corpo somatiza. Se você já passou por uma crise de ansiedade, sabe do que eu estou falando! Sensação de aperto no peito, falta de ar, choques pelo corpo, taquicardia são apenas alguns sintomas de uma crise. Conheci pessoas que foram parar no hospital porque acreditaram estar sofrendo um infarto, mas os exames afirmaram que não havia nada de errado com o corpo biológico! Isso mesmo, pessoas no plural!
       Não é incomum que muita gente procure auxilio e orientação médica ao sentir dores e desconforto e se surpreenda ao perceber que tudo está, aparentemente bem. Digo aparentemente, porque na maioria das vezes, quando um desequilibrio mental ou emocional chega a ser somatizado, este apresenta alto grau de seriedade e precisa ser cuidado imediatamente.
       Com o acompanhamento de um profissional de medicina e a ajuda de um terapeuta, a tendência é de os sintomas apresentados na somatização irem desaparecendo, através do controle emocional adquirido em terapia e, se preciso, com a ajuda de medicamentos receitados pelo médico para lidar com ansiedade, falta de sono, falta de apetite.

A importância de cuidar de si mesmo!

       Mesmo se você desconfiar da possibilidade de estar somatizando suas angústias e preocupações, devo ressaltar a importância de buscar por auxílio médico. Apenas ele poderá realizar os exames corretos para avaliar se há algum comprometimento físico ou se o caso se refere à uma somatização, de fato.
       Uma vez observado do que se tratam os sintomas, ele realizará o encaminhamento correto para que você seja cuidado da melhor forma possível. Nos casos de somatização, você poderá ser encaminhado para toda uma rede de profissionais que te ajudarão a superar o momento de dificuldade, são eles, psicólogo, terapeuta ocupacional, fisioterapeuta, nutricionista. Claro, que o encaminhamento acontece de acordo com os sintomas apresentados e o diagnóstico psiquiátrico.

Sentimentos ruins precisam ser superados

       As causas mais comuns de somatização são sentimentos ruins, como raiva, culpa, medo, rancor. Quando estes sentimentos ficam guardados por muito tempo, sem que você possa superá-los, há grandes chances de que, em um futuro não tão distante, eles passem a apresentar sintomas físicos. É como se as emoções ruins tomassem forma dentro do seu corpo!
       Por isso é importante cuidar sempre de suas questões mentais e emocionais. Algumas dicas que podem te ajudar a não deixar as emoções ruins se acumularem são:

  • Preste atenção em si mesmo! Não deixe de se cuidar e se observar. Assim, poderá identificar logo no início se algo estiver errado com os seus sentimentos.
  • Veja o que está provocando seus sentimentos ruins e pense como pode evitar o objeto de sua causa.
  • Tenha em mente que tudo passa. Nada dura para sempre e a vida é cheia de altos e baixos mesmo!
  • Converse com alguém. Não guarde tudo só para você.
  • Procure histórias semelhantes à sua, busque aprender com elas.
  • Observe como anda a qualidade do seu sono! Você precisa dormir ao menos oito horas por dia para se sentir revigorado!
  • Observe seu corpo e o comportamento deste! Fique sempre atento se há algo estranho em você e faça sempre os exames de rotina.

Sentimentos bons te deixam mais forte!

       Se os sentimentos ruins implicam diretamente com a nossa saúde física os bons também implicam, correto? Sim!
       Manter sentimentos bons contribui para que você se sinta mais forte, confiante e em segurança! Nós, de fato, somos aquilo que pensamos e manter uma postura positiva diante da vida faz com que o seu corpo interprete seus sentimentos de forma positiva!
       Então, não economize seus sorrisos e cuide de si mesmo, buscando equilibrio emocional, paz e tranquilidade para que o seu corpo possa corresponder de forma satisfatória aos seus sentimentos!

Ansiedade e depressão podem estar atrelados à sentimentos negativos que estão guardados dentro de você! No link abaixo, você pode observar se possui sintomas de alguma destas doenças que são diretamente ligadas ao desequilibrio emocional, e ainda realizar outros testes para descobrir como estão suas questões emocionais, sociais e mentais.

CLIQUE AQUI PARA FAZER OS TESTES!