Você já se perguntou porque pessoas bonitas parecem ter mais chances na vida do que pessoas consideradas "normais" ou feias? Mais do que uma questão de aparência, isso pode ser um ato cultural e até instintivo! Vamos conversar mais sobre isso!

Neste texto vamos refletir sobre:

  • Pessoas bonitas alcançam o sucesso mais rápido?
  • Beleza: Injustiça ou condenação?
  • Novos padrões de beleza

       Você já deve ter percebido como pessoas com boa aparência costumam atrair benefícios para si mesmas, por causa de sua beleza. Seja por utilizarem-se de seus aspectos físicos privilegiados, ou até mesmo "sem querer", quando são notados e apreciados pelos demais, o fato é que ter uma boa aparencia se mostra, cada vez mais importante na sociedade atual.
       Sabe aquelas pessoas que são bonitas por natureza? Nem precisam de uma maquiagem ou uma roupa de grife para estarem atarentes! Não importa o ângulo da foto, sempre estarão lindas em qualquer pose e iluminação. Essas pessoas, provavelmente já nasceram desfrutando dos benefícios (e desafios) que sua beleza pode lhes proporcionar. E talvez pareça um pouco injusto que elas consigam ascender profissionalmente e pessoalmente, apenas por causa de sua aparência, mas esse fato é uma realidade. Os seres humanos, supervalorizam o belo e o atraente!
       Em seu livro, A beleza rende: por que as pessoas atraentes têm mais sucesso, o americano Daniel Hamermesh fala como ser belo, muitas vezes, é um fator determinante para se conquistar uma determinada posição social ou um emprego. Segundo ele, pessoas mais atraentes podem chegar a receber US$ 230 mil (por ano) a mais do que pessoas consideradas normais ou feias. Até mesmo, um candidato sem nenhuma experiência em uma determinada área pode conseguir um emprego, se seu concorrente for considerado menos atraente, mesmo que este apresente experiência e habilidades para a área.
       Segundo pesquisadores americanos, pessoas bonitas também costumam apresentar mais simpatia e autoconfiança, o que acaba por atrair os demais à sua volta. Quando você sorri, passa a ter mais chances de ser bem visto e de que as pessoas queiram estar perto de você.

É difícil de ser belo?

       As pessoas bonitas, porém, não vivem em um mar de rosas. Elas costuma se queixar de traumas e momentos difíceis vivenciados por causa de sua aparência. Umas reclamam que não conseguem confiar inteiramente nas outras pessoas, pois nunca sabem se os outros estão sendo verdadeiros ou apenas estão interessados em sua beleza.
       O bullying também pode ser um desafio para pessoas bonitas. Sim! Parece surreal imaginar pessoas sofrendo por serem belas, mas muitas afirmam que passaram maus bocados ao serem zoadas por seus amigos e colegas, principalmente quando crianças.

E a beleza interior?

       Não quero me estender ao clichê: A beleza interior é a que importa! Isso, provavelmente, você já ouviu zilhões de vezes. E realmente é muito importante que você cultive sua beleza interior. Cuidar de sua autoestima, refletir sobre suas escolhas e atitudes, tratar todos ao seu redor com respeito e de maneira simpática, isso é algo que você precisa sempre manter em dia.
       Porém, admirar a beleza está além de comportamentos culturais. Os instintos primitivos do homem sempre o fizeram admirar os membros mais saudáveis de sua espécie. Os mais fortes, dóceis, corajosos, com a saúde em dia. Isso pode ser explicar porque pessoas bonitas parecem deslanchar para os melhores lados da montanha russa da vida.
       Somos impelidos pelos nossos instintos à estar mais próximo daqueles que consideramos mais saudáveis. E a beleza, mesmo que inconscientemente, é considerada algo saudável. A pessoa bonita, nos agrada imediatamente e nos passa uma sensação de segurança e bem-estar.

Novos padrões de beleza

       Mesmo sabendo que admirar a beleza é algo que está no inconsciente primitivo dos seres humanos, para os que são considerados normais ou feios, parece bem injusto que pessoas bonitas tenham mais oportunidades de crescimento do que as outras.
       E como lidar com uma sociedade que supervaloriza a beleza? Bem, primeiro você precisa observar qual é o seu próprio comportamento diante de uma pessoa atraente. Como você se sente? Com inveja? Admiração? Observando a si mesmo, como você se identifica em meio à tudo isso?
       Se você é considerada uma pessoa normal ou feia, pode ser que pense em ser bonita apenas por alguns minutos só para ver como é! Mas será que a sua classificação sobre si mesma está correta? Apesar de pecebermos o quanto a beleza é importante nas mentes atuais, também temos que observar como ela é relativa. O belo, cada vez mais, vai perdendo padrões e ganhando amplitude.
       O conceito de beleza mudou imensamente nos últimos séculos e, parece que, agora está mudando em uma velocidade ainda maior. Graças às revoluções do povo, onde as mulheres obtiveram direito ao voto e onde os homens passaram a assumir, também, o papel de donos de casa, atreladas às problemáticas de tolerância e respeito entre pessoas diferentes, o padrão de beleza vem sendo diversificado.
       Nunca antes visto, temos inúmeros novos padrões de beleza e, em breve, novos conceitos do que é belo surgirão. Então, mesmo que dê aquela "tristeza" de pensar como o mundo seria se você fosse bonita, não esqueça de que a beleza possui caráter subjetivo e que, certamente, seu conceito de belo é diferente do de muitas pessoas.
       Então, não se sinta mal  se você não se encaixa nos  padrões de beleza que admira. Saiba que não existe outra pessoa igual a você e que suas qualidades são únicas e podem, sim, ser admiradas pelas outras pessoas à sua volta!
       Mas lembre-se, um sorriso verdadeiro no rosto, sempre faz bem!

Você acha que possui dificuldade em se relacionar? No link abaixo, você pode fazer um teste para saber como andam as suas habilidades sociais, além de outros testes para verificar seus níveis de ansiedade, sua qualidade do sono, autoestima e muito mais!

CLIQUE AQUI PARA FAZER O TESTE!