Você já parou para observar o que aprendeu com os acontecimentos da sua vida nos últimos anos?  Será que algo em cada um deles te deixou mais forte?

Nesse texto vamos refletir sobre:

  • Como os seus aprendizados podem te ajudar a crescer.
  • Dicas para fazer as melhores escolhas sem agir com impulsividade.

       Eu estive observando durante esses dias, como os acontecimentos em nossa vida parecem sempre trazer aspectos positivos e negativos. Mesmo quando a vida nos trás armadilhas ou momentos de injustiça, podemos observar como essas armadilhas costumam nos fortalecer e amadurecer.

    Certamente você já passou por uma situação no passado cheia de arrependimentos e, se estivesse diante de algo semelhante neste momento, faria escolhas e tomaria atitudes bem diferentes das do passado. É impressionante como podemos nos conhecer melhor em momentos de dificuldade e nos libertar de conceitos enraizados em nossa mente, como se as adversidades tivessem o poder de clarear as coisas para nós mesmos e de nos fazer perceber o melhor caminho a ser seguido, mesmo que para isso, o sofrimento e a angústia se façam presentes.                Conseguir perceber quando um acontecimento ruim pode te trazer coisas boas, nunca é algo fácil de fazer.  Nesses momentos, você fica tomado pela cegueira da tristeza, raiva ou do sentimento de injustiça. Algo completamente normal quando estamos em uma situação desagradável. Mas será que existe algo que você possa fazer para te ajudar a ponderar as situações que te acontecem e perceber, não apenas o lado negativo e o lado positivo?

   Bem, não conheço nenhuma fórmula mágica para fazer isso acontecer. É preciso que você esteja realmente decidido a enxergar os dois lados da situação, mesmo que pareça doloroso ou difícil. A seguir, tenho algumas dicas que podem te ajudar a encarar as dificuldades observando seus aprendizados.


Observando a situação


Antes de tomar qualquer atitude e agir com impulsividade, pare e observe o que está acontecendo. O que você fizer agora poderá ser por impulso e descontrole emocional, o que poderia acarretar em mais problemas depois. Em um primeiro momento, sinta como se estivesse assistindo a uma cena em um filme, apenas observe os personagens, as palavras ditas, os acontecimentos. Pare e respire. Essa é a melhor maneira de evitar agir sem pensar e acabar transformando as coisas em uma bola de neve.


Pense em si mesmo
Observe a si mesmo dentro daquela situação. O que aconteceu foi consequência de alguma de suas escolhas ou atitudes? Será que você tem alguma responsabilidade diante de tudo? Ou apenas a vida te pregou uma peça e surpreendeu com um acontecimento inesperado? O que você sente em relação a isso? Vontade de chorar? Medo? Se permita chorar e gritar, se for preciso. Mas busque um lugar tranquilo para fazer isso, pois gritar com as outras pessoas não ajudará muito. Esse é o seu momento. Seu momento de sentir todas as dores e conhecer mais a si mesmo.


Abra-se às possibilidades
O que poderá lhe acontecer de pior após o ocorrido? Por exemplo, se o seu relacionamento terminou, terá que reaprender a viver sozinho, conviver mais consigo mesmo, mudar certos hábitos e costumes do dia a dia.Pense também no que poderá lhe acontecer de bom. Terá uma nova rotina, tentará fazer novos amigos, respirar novos ares...Se puder, faça uma lista com todos os prós e contras da situação. Deixe tudo bem claro em sua mente.


Olhe de longe


Tente olhar para tudo como se estivesse de fora, como um simples expectador. Busque deixar os sentimentos mais brandos para poder observar a cena da forma mais neutra e racional possível. Busque compreender as mudanças que ocorrerão dali para a frente, mas aproveite para traçar metas a serem cumpridas, algo que irá servir como bússola para você seguir daqui por diante.


Se coloque no lugar do outro
Eu não falei que seria fácil. Se colocar no lugar do outro é uma coisa bem difícil, principalmente se este te magoou ou se você sente muita raiva. Mas pode ser uma forma de observar, através do outro lado da história. Tente se esforçar um pouco para enxergar como aquelas pessoas (envolvidas na situação desagradável) podem estar se sentindo. O que você acha que as levou até ali? Dessa forma, você pode perceber coisas mais profundas sobre a questão em geral.


Respire e continue
Não deixe que os acontecimentos ruins te impeçam de seguir adiante. Não é nada agradável quando encaramos situações constrangedoras ou tristes, mas é preciso continuar. Pense o que está aprendendo com isso tudo, como pode ficar mais forte com esses aprendizados? Pense como se você fosse um cavaleiro medieval e cada momento de dificuldade fosse contribuir para a construção de sua armadura. Uma vez que você tenha construído uma proteção eficaz, poderá levar outros golpes, mas estará muito mais protegido.


   Claro que enfrentar situações de dificuldade não é algo fácil e você pode precisar de ajuda para conseguir equilibrar suas estruturas emocionais e continuar seguindo adiante. Para isso, fazer terapia com um psicólogo pode ser uma alternativa. Ele poderá te auxiliar em sua autocompreensão e em como você pode construir suas metas para o futuro e persegui-las. Para encontrar um bom profissional de psicologia, acesse: www.expire.com.br.