Você demora muito tempo para conseguir cair no sono? Ou acorda inúmeras vezes durante a noite, sendo obrigado a iniciar todo o processo do sono novamente? Ou ainda, sente muito sono durante o dia, devido às horas mal dormidas durante a noite?

Saiba que você não está sozinho!

Neste texto você vai conhecer:

  • Como funciona o processo do sono.
  • Tipos de distúrbios do sono e suas características.
  • Tratamento

Os distúrbios do sono estão, cada vez mais, atingindo pessoas de todas as idades. Jovens e adultos se vêem diante de dificuldades durante a noite, devido à má qualidade do sono, chegando a apresentar quadros de ansiedade e estresse, afetando sua vida profissional e pessoal.

Quando não conseguimos dormir de maneira satisfatória durante a noite, podem surgir alguns sintomas, como cansaço, irritabilidade, dificuldade em manter o foco, desatenção, falhas de memória. Tudo isso, porque o nosso corpo não conseguiu recarregar devidamente as baterias durante a noite.

Mas como funciona o processo do sono?

Esse processo é dividido em 4 fases. Vou falar rapidamente de cada uma delas.

Fase I - É a fase onde estamos em estado de vigília. Transitando entre estar acordado e estar dormindo. Ainda conseguimos observar à nossa volta, porém nesse momento, vamos cada vez mais, sucumbindo ao sono.

Fase II - Sono leve. Os batimentos cardíacos diminuem e a respiração fica lenta, tudo isso combinado com quietude corporal, onde o nosso corpo já não apresenta muita movimentação.

Fase III - Todas as características da fase II aparecem com ainda mais profundidade. Diminuimos ainda mais a nossa respiração e pulsação, com ainda menos movimentos corporais.

Fase IV - Provavelmente você já ouviu falar sobre o Rapid Eye Moviment (REM). O estado mais profundo do sono, onde ocorrem os sonhos. Também nesse momento, o organismo libera adrenalina e o ritmo cardíaco aumenta.

Quando acordamos durante a noite, o processo do sono é reiniciado, fazendo com que o nosso corpo não consiga atingir um pleno relaxamento, o que irá nos causar sensação de cansaço ou sono durante o dia.

Tipos de distúrbios do sono

Existem dezenas de distúrbios do sono, com inúmeros tipos de classificações. Basicamente, os distúrbios possuem algumas características marcantes, como dificuldade para dormir, dificuldade para permanecer acordado, excesso de sono durante o dia e até dificuldades para acordar.

Aqui eu vou trazer alguns dos distúrbios mais conhecidos, onde você poderá tentar identificar se está passando por algum deles e buscar o melhor tipo de tratamento, de acordo com o que você observa em si mesmo.

Reforço aqui, que apenas um profissional adequado poderá diagnosticar o referido distúrbio e que é extremamente importante procurar por auxílio médico caso haja suspeitas em relação à algum destes aqui descritos.

Insônia

Esse provavelmente é o distúrbio mais conhecido e vivenciado. Sua principal característica é a dificuldade para adormecer. Mesmo que o sujeito apresente sinais de cansaço em sua estrutura mental e corporal, o estado de alerta permanece.

Entre as principais causas estão preocupações, ansiedade, estresse, excesso de esforço físico, maus hábitos noturnos, alimentação. Pode causar irritabilidade, cansaço, falta de atenção, podendo interferir literalmente no âmbito social e profissional do sujeito.

Para diagnosticar o distúrbio, o especialista fará um questionário sobre a qualidade do sono, podendo também, ser realizado o exame de polissonografia.

Tratamento com um psicólogo especialista em terapia cognitivo comportamental pode auxiliar no controle deste distúrbio.

Apneia do sono

Caracteriza-se pela dificuldade em respirar durante o sono, devido à obstrução dos canais no sistema respiratório, dando origem à roncos e fazendo com que o corpo não consiga relaxar de maneira adequada.

A obesidade está ligada à uma das principais causas da apneia, assim como a etnia (os afrodescendentes são mais propensos a sofrerem com o distúrbio), excesso de álcool, alteração hormonal, gripe (o sistema respiratório fica congestionado) entre outras.

Para ser diagnosticada, a pessoa precisa fazer o exame de polissonografia, onde passará uma noite em laboratório especializado, sendo monitorada.

O tratamento acontece mediante cirurgia, ou uso de aparelhos que regulam a corrente de ar que circula pelo sistema respiratório.

Sonambulismo

Neste aspecto, o distúrbio do sono é caracterizado por movimentos que são realizados sem consciência. O Sonâmbulo apresenta falas e comportamentos desconexos, onde mesmo dormindo, aparentemente o sujeito se mantém acordado. Segundo os especialistas, durante o episódio, as funções motoras da pessoa estão despertas, porém o sujeito permanece inconsciente de suas ações.

Suas causas ainda não foram totalmente compreendidas, porém alguns fatores podem contribuir para um episódio de sonambulismo, como ansiedade, ficar sem dormir por longo período, medicamentos, fadiga, estresse.

No geral, os episódios de sonambulismo não apresentam grande risco, porém deve-se procurar ajuda médica quando este apresenta fatores de risco ao sonâmbulo, dependendo de suas atitudes. Se este tentar dirigir, por exemplo, ou realizar comportamentos muito desconexos, como urinar na pia da cozinha.

Em casos onde estes comportamentos são mais evidentes, alguns medicamentos podem ser prescritos pelo especialista para controlar a situação.

Narcolepsia

Nesse distúrbio, a pessoa acaba sentindo um sono praticamente descontrolável durante o dia, podendo chegar a adormecer nas situações mais diversas. Segundo os médicos, a narcolepsia não tem cura e é um estado crônico, onde há um desequilíbrio nas células localizadas no hipotálamo. Nesse momento, o sujeito pode alcançar o estado REM muito rapidamente, em momentos nada apropriados, podendo prejudicar tanto sua vida profissional, quanto social. Porém, com o tratamento adequado, é possível controlar os níveis de intensidade do distúrbio, levando a pessoa a ter uma vida normal e saudável.

Aos primeiros sintomas, deve-se procurar auxílio médico, uma vez que a narcolepsia pode colocar em risco a vida de quem convive com ela. Quando o adormecimento instantâneo ocorre ao dirigir, por exemplo, pode causar acidentes fatais, entre outros exemplos de riso.

Ao buscar o profissional, uma série de exames será realizado, mas não é difícil identificar o distúrbio, com a medicação correta, acompanhamento psicológico e adaptações no estilo de vida, este pode ter uma vida perfeitamente normal.

Faça o teste e descubra se você pode estar apresentando problemas no sono!

No site Expire Psicologia você pode descobrir se há chances de que esteja passando por problemas em seu sono ou até mesmo com algum dos distúrbios citados acima!

CLIQUE AQUI PARA FAZER ESTE E OUTROS TESTES!

Este teste não tem um diagnóstico preciso, porém pode te ajudar a compreender melhor o que está acontecendo no seu dia a dia. Conhecer mais sobre si mesmo contribui para sua saúde mental e emocional, uma vez que, ao entender o que se passa, você pode realizar o primeiro passo para cuidar de si mesmo.

Você conhece alguns outros distúrbios do sono que deveriam ter sido descritos aqui? Como expliquei antes, existe mais de 100 tipos diferentes. Se você acredita que está sofrendo com algum possível distúrbio, não deixe de procurar por auxílio profissional, psiquiatras, neurologistas, neuropsicólogos e psicoterapeutas podem te auxiliar bastante.

A Expire encontra o psicólogo mais adequado para te ajudar, de acordo com as suas preferências e disponibilidade de horários! Acesse: www.expire.com.br converse com um bom terapeuta online!