Você já reparou como certas pessoas culpam o mundo por seus infortúnios? Isso é mais comum do que você imagina. Todos os dias, milhões de pessoas deixam de focar na responsabilidade de suas próprias escolhas, acreditando que o ambiente onde vivem é o verdadeiro vilão!

Neste texto vamos refletir sobre:

  • Como sentir-se vítima te atrapalha
  • Responsabilidade por suas escolhas é importante
  • Cinco dicas para ter mais atitude

       Voce já acordou sentindo que o mundo está contra você? Como se todos os seus planos e desejos fossem sabotados por uma força exterior, por outras pessoas ou pelo acaso? Inúmeras pessoas me procuram para fazer terapia com este pensamento.
       Para muitas pessoas, o esposo sempre está errado, o chefe não as compreende, os filhos são rebeldes, os amigos são falsos e as coisas sempre parecem que irão piorar. Elas acabam construindo muros em torno de si mesmas, acreditando que o mundo conspira para que não sejam felizes e se esquecem de que são responsáveis por quase todas as suas escolhas, pensamentos e ações.
       A maneira de se enxergar como vítima se enraíza na forma como a pessoa vitimista encara a vida, impedindo que ela perceba que tem o controle de praticamente tudo o que acontece com a sua vida.
       Vou dar o exemplo de R.V.
       Ela chegou à clínica para fazer terapia reclamando de uma péssima fase em seu relacionamento. Segundo R.V., seu marido trabalhava demais e não lhe dava mais tanta atenção como antes. Também brigavam constantemente e ela idealizava que ele fosse uma pessoa diferente. Após várias sessões onde, no discurso dela, o homem sempre era o culpado por todas as dificuldades no relacionamento, ela passou a perceber suas próprias implicações na convivência de ambos. Percebeu que também contribuía com as brigas ao passo que desejava controlá-lo e transformá-lo em uma pessoa diferente, alguém que ela idealizava, mas que não era realidade.
       Deste momento em diante, R.V. percebeu que haviam dois caminhos. Ou ela aceitava o esposo do jeito que ele era, sem tentar mudá-lo. Ou ambos seguiriam rumos diferentes, separandos. Ela percebeu que também contribuía diretamente com o fracasso do relacionamento, a culpa não era apenas dele, mas de ambos. A infelicidade que causavam um ao outro poderia ser extinguida à partir de uma dessas duas escolhas. Então, ambos conversaram e decidiram tomar uma atitude diante disso tudo, aceitar um ao outro com seus defeitos e qualidades, fugindo de caracteres idealizados. Segundo R.V., foi melhor do que a separação e deu muito certo. Quando ela percebeu que seus pensamentos, escolhas e atitudes poderiam moldar o relacionamento para que este se tornasse harmonioso, não tardou em pôr em prática as atitudes necessárias para transformá-lo.
       Assim como no caso que citei, muitos aspectos da sua vida podem - e devem - ser controlados por você. Não pense que o mundo está contra seus objetivos, ele é apenas uma reação àquilo que você pensa e faz. Como já dizia Newton, toda ação causa uma reação!
       Então, em vez de lamentar sua má sorte, veja o que você está fazendo para que as coisas continuem negativas e comece a agir para que mudem. Abaixo, seguem algumas dicas para te ajudar a ter mais atitude e transformar a sua vida naquilo que você deseja.

01 - Autoconfiança
Pode parecer difícil pensar assim, mas você precisa ter clareza de que a sua vida é únicamente sua e que mais ninguém pode mudá-la. Para ter mais atitude, você precida compreender que é responsável por praticamente tudo o que acontece e a maneira como você encara os desafios pode fazer com que você os vença ou os perca. Confie em si mesmo e se perceba capaz de criar a sua própria história.

02 - Vítima nunca mais
O mundo não está contra você. Pelo contrário, ele responde àquilo que você busca. Não se encolha em um canto, acreditando que nada pode melhorar. Não irá mesmo se você estiver sentado, sem fazer nada para mudar! Vá à luta! Reclame menos e faça mais!

03 - Responsabilidade
Esteja pronto para encarar as responsabilidades de suas escolhas e de suas ações. Cada escolha que fazemos possui pontos negativos e positivos, pondere ambos os lados para evitar frustrações mesmo se as coisas não sairem como planejado. Não jogue para os outros uma culpa que é sua.

04 - Não se culpe
O sentimento de culpa pode te ensinar a estar preparado para não cometer mais erros, porém, sucumbir à ele pode ser fatal para seu insucesso. Compreenda que você pode cometer erros e acertos e aprender com ambos, portanto, não guarde mágoas de si mesmo, não vale à pena e só te deixa ainda mais angustiado.

05 - Não desista
Mesmo que as coisas demorem para acontecer como você deseja, não desista. Tente chegar o mais longe que conseguir. Este caminho pode te trazer aprendizados que te fortalecerão, permitindo um bom nível de autoconhecimento e uma nova forma de você enxergar a vida.

No link abaixo você pode realizar alguns testes para saber como andam seus níveis de ansiedade e estresse. Também pode saber se apresenta sintomas de depressão e se é uma pessoa insegura!

CLIQUE AQUI PARA FAZER ESTE E OUTROS TESTES!